Blog Rádio Z FM – Essa é legal


Edson & Hudson prometem balançar 2012 no meio sertanejo

Posted in Música por Rádio Z FM em terça-feira, 13 set, 2011
Tags: ,

por Thiago Lima

Após dois anos de separação, a dupla Edson & Hudson voltará a alegrar os palcos no mundo sertanejo. Depois de uma carreira de mais de 28 anos interrompida por diferenças musicais, Edson, em uma rádio no interior de São Paulo, declarou que a dupla voltará a cantar em 2012.

A dupla declarou a separação em meados de 2008, porém cumpriram toda a agenda de 2009 fazendo uma das maiores turnês da carreira.

A dupla, que tem sucessos como “Azul”, “Deixa eu te amar”, “É amor demais”, entre outros, estourou de verdade no mercado da música sertaneja nos anos 2000 junto com Bruno & Marrone, Guilherme & Santiago e outros.

Passados muitos anos de sucesso, em 2007 a dupla resolveu voltar às raízes e gravar um DVD com o título “Edson & Hudson na moda do Brasil”, que contou somente com clássicos sertanejos como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Pombinha Mensageira”, “Galopeira”, entre outros.

Em 2008, os cantores gravaram, no Rodeio de Osasco, o DVD com o título “Edson & Hudson Na Arena”, que contou com sucessos da carreira e músicas inéditas naquele ano.

Em 2009, depois de já anunciada a separação, eles gravaram seu último DVD, já deixando em evidência os motivos reais da tal separação. Num disco recheado de músicas internacionais, guitarra e metal ao extremo, Edson & Hudson acabaram esquecendo a tradicional sanfona e viola e gravaram um trabalho totalmente diferente dos demais e isento das raízes sertanejas. Nele, os irmãos encerram seu ciclo da época com a música “Foi você quem trouxe”.

Após o último DVD e a separação, no último dia 28 de agosto Edson, em uma rádio no interior de São Paulo, deixou escapar a informação da volta da dupla e, por sua vez, emocionado em seu perfil no Twitter, declarou amor profundo pelo irmão, sua emoção com a volta da parceria e relatou também ter passado dos melhores até os piores momentos da vida ao lado do seu parceiro musical.

O empresário da dupla, Wagner Mendes, confirmou em seu perfil no Twitter o show de reestreia da dupla, que acontecerá em 22 de outubro no Credcard Hall, em São Paulo.

Agregando o sucesso, a história, o talento da dupla e o momento que vive a música sertaneja, podemos dizer que 2012 será ainda mais recheado de sucessos no meio sertanejo.

A música sertaneja agradece!

Anúncios

Quem sorriu e quem chorou em 2010

Posted in Recordar é viver por Rádio Z FM em sexta-feira, 17 dez, 2010
Tags: , , , , , , ,

por Erí de Araújo

É sempre assim, todo mês de dezembro as pessoas resolvem fazer um balanço do ano que se vai e renovam as esperanças para o ano que vem. E esse ano não será diferente.

Para muitas pessoas 2010 foi um ano “mara”, como costuma brincar o personagem Seu Ladir, da série Toma Lá Dá Cá. Mas nem todos tiveram um ano “mara”. Para alguns, o problema foi a falta de dinheiro, já para outros faltou muita coisa, além da grana: a tão sonhada sorte.

Não é todo mundo que consegue “dindim” e sorte ao mesmo tempo. Essa façanha é para poucos, que o diga o canadense Justin Bieber. Mas não foi só o Canadá que exportou talento para o mundo musical, o Brasil também. Nunca antes na história deste País um brasileiro lotou o Madison Square Garden em Nova Iorque, quiçá fez um show ali. Mas Ivete Sangalo conseguiu. Palmas para ela.

Ainda no campo da música no Brasil, o ano de 2010 foram deles: Fiuk e Luan Santana. Os dois jovens artistas arrancam suspiros das fãs por onde quer que passem. Outro fenômeno é o chamado sertanejo universitário, que vem dominando as paradas de sucessos e ganhando público. Todo mundo entrou na onda. São tantas duplas que se eu for citar passarei horas escrevendo.

Quem andou sorrindo também durante esse ano foi a belíssima Cleo Pires. Foi a mulher mais desejada pelos homens de norte a sul do Brasil. Seu ensaio fotográfico na Playboy foi um sucesso de vendas. Não tão bela quanto a filha de Fábio Jr., a Geisy Arruda também foi destaque na revista Sexy. Como veio ao mundo, a garota do vestido rosa da Uniban elevou a temperatura de muitos marmanjos e a edição em que foi capa bateu o recorde de vendas dos últimos três anos. A ex-participante da Fazenda 3 desbancou a bela Viviane Araújo.

Já na TV, o destaque é a atriz estreante Mayana Moura, que interpreta a estilista Melina Gouveia na novela Passione. Outro destaque da trama de Silvio de Abreu é a atriz Irene Ravache, que deu vida a divertidíssima Clotilde Yolanda Souza e Silva, a Clô. Vale a pena lembrar que Bruno Gagliasso, Mariana Ximenes, Gabriela Duarte e Maitê Proença também vão bem no folhetim. A grande decepção é Carolina Dieckmann – que até o momento não se encontrou na novela. O ibope da trama não é lá essas coisas, mas tem bons atores. Em se tratando de novela, a boa audiência fica por conta do remake Tititi, que conseguiu levantar o ibope depois da grande decepção que foi Tempos Modernos. E quando falamos em Tititi não podemos esquecer de Cláudia Raia – sem comentários a sua atuação. Alexandre Borges também é sensacional.

O ano que termina não foi lá essas coisas para o desgastado Casseta e Planeta, que não faz mais ninguém rir, passou do tempo de tirar do ar. Os programas de auditório continuam a mesma coisa, todos correndo atrás do ibope. Nada de novo, tudo cópia. Bom mesmo é a série As Cariocas – que além de trazer um bom elenco, o texto é sensacional. Já no jornalismo, nada tão impactante a não ser a guerra de audiência entre o Fantástico e o Domingo Espetacular. O que nos resta é esperar os próximos capítulos para saber quem pode mais.

Quando o assunto é política, o ano de 2010 foi totalmente delas: Dilma Rousseff e Marina Silva. Os livros de história do Brasil não serão mais os mesmos e terão que incluir a trajetória dessas mulheres. Mas a grande protagonista dos últimos tempos foi mesmo a Dilma. Mérito para ela que venceu o preconceito e a pressão dos meios de comunicação. Enquanto Dilma Rousseff sorriu, Serra voltou a chorar e, chorou chorando. O tucano não foi o único nome do PSDB que se deu mal nas urnas: Tasso Jereissati e Arthur Virgílio também foram derrotados e resolveram dividir o mesmo lenço com Serra. Lamento!

Ainda no campo da política, 2010 foi mesmo o ano das grandes surpresas e surgiu no cenário nacional um tal de Índio da Costa Neto. Se não fosse o Google, até hoje ninguém sabia quem era o cara. Quem é mesmo? Se você não sabe, melhor pesquisar. Mas a maior surpresa foi a votação esmagadora recebida por Tiririca nas urnas. Não considero quem votou no palhaço um bando de “abestado”. O voto é livre e tem que ser respeitado, afinal, vivemos em uma democracia. Vamos esperar para saber seu desempenho na Câmara.

Assim como a política, outro assunto que domina o dia a dia das pessoas é o futebol, mas 2010 foi uma grande decepção para nós brasileiros. A Copa do Mundo realizada na África foi uma vergonha nacional, mas eu já sabia. Nada do que aconteceu foi surpresa, Dunga pensou que arrogância ganharia título. O melhor do Mundial foi o “cala boca Galvão”. Outra decepção foi o Corinthians, que no ano do centenário não levou nada – só chacota dos adversários. E falando em vexame, não poderia deixar de registrar aqui o triste fim do meu Vitória na primeira divisão. O pior de tudo é que o Bahia voltou a elite do futebol brasileiro. O efeito elevador foi cruel para nós rubro-negros: o Vitória desceu, o Bahia subiu. Já o Fluminense foi a bola da vez, depois de 26 anos, levantou a tão sonhada taça do Brasileirão.

Infelizmente o ano que se vai não teve apenas coisas boas e situações engraçadas, tragédias também aconteceram e não foram poucas: as enchentes que devastaram várias cidades em Pernambuco e Alagoas, terremotos no Chile e no Haiti. A natureza continua surpreendendo a todo instante. Barbáries também marcaram os últimos 12 meses, como o desaparecimento da ex-amante do goleiro Bruno, do Flamengo, e a morte da advogada Mércia Nakashima. Outras tragédias aconteceram, mas vamos tentar esquecê-las.

Como já falei de muita gente e também o que não devia, agora chegou a vez de puxar a sardinha para mim mesmo, também sou humano, só não sou famoso. O ano de 2010 foi mais positivo do que negativo. Conheci amigos maravilhosos que valem mais do que dinheiro na poupança. Meu colega de trabalho Rafael Brito, que também não faz parte do mundo das celebridades, é um dos grandes amigos que conquistei nessa temporada. Não posso esquecer da nossa recepcionista Raquel Pinto, que nos atende tão bem aqui na rádio. São amizades assim que nos faz crescer como pessoa e como ser humano.

Que as pessoas em 2011 tenham o mesmo espírito de irmandade como tiveram no resgate dos 33 mineiros no Chile. Esse sim foi o grande acontecimento do ano que termina.


%d blogueiros gostam disto: